domingo, 8 de julho de 2012

UFC 148 SILVA vs SONNEN Conferencia pós evento

Aos Leitores

Caros leitores e seguidores,

Já a alguns meses esse blog, um dos mais antigos do Brasil sobre MMA, não está sendo cuidado como deveria. Eu não tenho tido mais tempo de cuidar devido as demandas da vida.

Infelizmente esse blog não mais conseguirá prestar o serviço aos fans do esporte como deveria. Faço esse comunicado em respeito aos leitores e seguidores que nos acompanham a tempos.

Esse blog terá suas atividades paradas, somente irei postar os eventos que eu vir, mas não mais com a precisão que tínhamos e qualidade que buscávamos.

Não tenho mais tempo de cuidar desse blog e estou aberto a passar-lo para alguém que tenha a nobre missão de divulgar o MMA, facilitando o acesso de todos ao esporte.

Os interessados devem enviar um Email para universomma@gmail.com

Obrigado a todos os visitantes de todas as regiões do Brasil e de exterior por estrem junto comigo nesse projeto.

Abraço a todos

sábado, 7 de julho de 2012

Treino aberto - UFC 148

Treino aberto - Ronaldo vs Anderson Silva Treino aberto - Steven Seagal vs Feijao Treino aberto - Chael Sonnen Treino aberto - Tito

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Brasil pode sediar até 10 UFCs em 2013




Reportagem e foto Eduardo Ferreira, direto de Las Vegas



Presidente do UFC, Dana White recebeu a imprensa brasileira em Las Vegas, após os treinos abertos do UFC 146, e abriu o jogo sobre os planos da organização para o futuro. No bate-papo sem censura, que você confere abaixo, o mandachuva falou sobre a possibilidade de Anderson Silva se tornar um dos treinadores do TUF, as próximas lutas do UFC, a conversa que teve com Jon Jones sobre sua prisão por dirigir alcoolizado e, entre outros assuntos, a possibilidade de o Brasil sediar 10 edições do UFC em 2013. Confira:


Sobre o TUF Brasil:
O Brasil é uma mina de ouro de talentos e vem sendo assim desde o começo do MMA. Espero que a gente melhore a cada temporada, seja no Brasil, na Inglaterra ou mesmo nos Estados Unidos. Temos vários planos para o Brasil.


Sobre as edições do UFC no Brasil:
Estamos planejando o que vamos fazer até 2017. Nós temos grandes planos para lá. Vamos criar uma grande estrutura e vamos levar a sério. Nós apenas começamos e olha como isso cresceu rápido. Está na hora de levarmos a sério o UFC no Brasil.


Sobre Belfort x Wanderlei:
Obviamente é uma luta que os fãs querem ver há muito tempo. Dois dos melhores caras na categoria 93kg de todos os tempos. É uma grande rivalidade e vamos ver o desfecho. As pessoas no Brasil ficavam divididas entre o Wanderlei ou o Vitor serem treinadores melhores. Eles gostam mais de um do que do outro.



Sobre lutas entre amigos:
A gente tem isso em camps aqui, quando amigos ficam no mesmo camp, mas, pelo que eu vejo, é bobagem. A gente tem um cara como o Greg Jackson. Ele é um cara legal, tem um time bom e tudo mais, mas, no fim do dia, ele é um homem de negócios. Ele tem uns caras como o Rashad Evans e o Jon Jones na mesma categoria. Se ele puder manter esses caras sem lutar e manter vários caras na mesma categoria, ele faz muito dinheiro, mas não funciona assim nesse negócio e em nenhum outro negócio de luta. Amigos lutam entre si. O Jon Jones e o Rashad Evans treinaram juntos, mas será que eles realmente são amigos? Eles querem ser campeões. Se vocês são os dois melhores do mundo, eu quero que vocês lutem. É como dizer que dois times de futebol não vão se enfrentar porque são amigos. Não faz sentido. Eu sei que é uma coisa cultural no Brasil, mas é besteira. Eu tenho que concordar com o Vitor.


Você sabe quem é o Rory McDonald? Ele é o próximo GSP. Sabe quem o treina? O GSP. Ele disse que nunca lutaria com o GSP. Mas eu disse: “se você visse a sua conta bancária, você lutaria (risos). Você cairia na porrada com ele”. Você treina com os melhores do mundo para que um dia você seja um. Sabe o Larry Holmes, o boxeador? Ele era companheiro de treino do Muhammad Ali. Ele acabou batendo no Muhammad Ali. Ele tinha que fazer isso.


E, se ele não quiser, o que você vai fazer? Você vai ser o número dois, três do mundo enquanto o seu amigo ganha dinheiro e ganha tudo que vem com o título? Você está no negócio errado. Esse não é o negócio de amigos, isso é o negócio da luta. Se você é bom assim e você gosta de alguém na sua categoria, provavelmente você vai ter que lutar com ele, mas não significa que você o odeie, desgoste dele ou não possa ser amigo. Vocês vão competir para ver quem é o melhor do mundo. Se você é, vão lutar e continuarão sendo amigos.



Sobre Cigano x Mir:
O Mir vem de uma sequência de vitórias e é o outro cara que merece a chance pelo cinturão, além do Alistair (Overeem). Mas sim, seria bom ter uma revanche. Existe uma história entre esses caras, mas ele bateu o Nogueira duas vezes e ele é o próximo na linha pelo cinturão. Todo mundo dessa sala acha que o Junior dos Santos vai passar o carro no Mir, mas, quando você pensa direito, o Mir está no UFC há 11 anos. Ele nunca foi cortado ou foi lutar em outras organizações e depois voltou. O Frank Mir foi duas vezes campeão dos pesos pesados. Toda vez que alguém o tira de lá, ele vai e vence de novo. É uma daquelas lutas interessantes porque nunca vimos o Junior dos Santos no chão. Toda vez que ele vai para o chão, ele se levanta imediatamente e nocauteia as pessoas. É uma daquelas lutas interessantes que nunca se sabe. O Nogueira achou que ia nocautear na última luta, mas acabou indo para o chão e perdeu por finalização. Uma coisa que é fato para o Mir é que se você for para o chão com ele, ele vai agarrar alguma coisa e ele realmente faz isso. Vai ser interessante. Sabe aquela história da criança que queria vir para a América? Agora ele vai vir.



Sobre Anderson x Sonnen:
Eu espero recorde de pay-per-view para Anderson e Chael. Vai ser uma luta monstruosa, mas espero que essa (Cigano x Mir) também bata recordes.


Sobre o UFC no México:
A gente está trabalhando no México há muito tempo. Quando a gente começou isso, achei que o evento seria sucesso nos Estados Unidos, México e Inglaterra, porque são países de tradição na luta por causa do Boxe. Estamos trabalhando nisso. O México é mais difícil de entrar do que imaginávamos. Queremos fazer na Cidade do México, mas caiu no último minuto. Estamos trabalhando na América Latina toda, incluindo no México. Obviamente, estamos focando no Brasil.


Sobre o UFC em um estádio de futebol:
Sabemos o que a América do Sul está fazendo e o que ela é capaz de fazer, então é uma questão de executar e fazer o que tivermos que fazer. Temos que criar um escritório lá, da mesma forma que aconteceu com o Canadá. Se você olhar o que aconteceu com o Canadá e olhar o que vem acontecendo com o Brasil, vamos replicar na América do Sul da maneira que fizemos no Canadá. O legal é que nos países existe rivalidade e é perfeito para a luta. No Canadá fizemos o nosso primeiro evento em um estádio e fizemos isso com um grande evento. O modelo canadense é o que está acontecendo no Brasil e, com o evento certo, podemos lotar um estádio de futebol. A gente tinha, íamos fazer, mas não funcionou. Tem que ser a luta certa.


Sobre Anderson x GSP:
Isso seria enorme no Brasil ou no Canadá, em qualquer lugar. Você nunca sabe.


Sobre outro UFC Brasil esse ano:
Eu não vou dizer que não. Não sei. Tem que ser a luta certa.

Sobre os planos do UFC no Brasil em 2012:
Até dez.


Sobre a luta do Fábio Maldonado:
É uma daquelas coisas que você tem que fazer quando você sabe que os juízes são ruins. Você não pode deixar para eles. Você tem que fazer tudo que puder para ganhar a luta.


Sobre o futuro do MMA:
A gente planeja as coisas em blocos de cinco anos. A gente tem planos para tudo que fazemos. Estamos trabalhando hoje na América do Sul, principalmente no Brasil. Olhamos para os mercados que são os mais importantes para nós ou tem mais potencial. Afora o Brasil, o maior é a Ásia, no qual estamos trabalhando duro agora. Todo mundo está aqui para essas reuniões e vamos país por país vendo o que faz sentido, o que precisa ser feito, como você faz e é nisso que estamos trabalhando.


Sobre uma edição do TUF ao vivo no Brasil:
Sim, é possível. Temos que ver como as coisas andam lá. Fizemos 15 temporadas do TUF aqui e há muita coisa acontecendo aqui agora. Estou tentando consertar aqui agora. O Brasil está indo otimamente bem.


Sobre Glover Teixeira e Diego Brandão:
Estou animado pelo Diego, obviamente. Ele pode virar uma estrela. Ele é explosivo. O Barboza também. Acabei de tuitar um vídeo de seu último nocaute. Como eu disse, vai ter toneladas de caras talentosos vindo do Brasil. Quem sabe? É tão louco que você pode ter um brasileiro como campeão de cada categoria, ou pelo menos um cara que é o candidato número um. Há tanto talento saindo de lá.


Sobre Anderson Silva de treinador do TUF:
Vocês gostam de drama, não é? Ele é a maior estrela brasileira no UFC.



Sobre Jon Jones:
A gente encontrou com ele ontem há noite. O Jon Jones tem 24 anos, uma tonelada de dinheiro, é incrivelmente famoso e aconteceu tudo muito rápido. Ele cometeu erros. Ele teve muita sorte que ninguém saiu ferido nessa. Mas, de novo, é uma daquelas situação que ele vai ter que aprender com isso. A partir de agora, ele vai descobrir do que isso se trata e o que acontece. Se as pessoas realmente acreditassem que você consegue controlar 400 caras que vivem ao redor do mundo... Juro que as expectativas de vocês são muito altas (risos). Para nós, controlar 400 lutadores que moram espalhados do mundo... Fazemos o melhor que podemos e, no final do dia, você tem que lembrar que está lidando com seres humanos também. Você está lidando com um garoto de 24 anos que comete erros. Vamos ser sinceros: todo mundo sabe que não deve beber e dirigir. É a coisa mais burra do mundo que você pode fazer. Leva dois segundos para entrar num taxi, ligar para alguém ou dormir no sofá. Eu não me importo com o que você faça, mas não entre no seu carro bêbado e dirija. Não faça isso. Mas, quantas pessoas não entraram no carro e dirigiram bêbadas para casa quando eram mais novas? Talvez, se você falar com cem pessoas, duas pessoas nunca fizeram porque não bebem ou algo assim. Todo mundo já cometeu esse erro e no dia seguinte você agradece a Deus por nada ter acontecido. Bom, o Jon Jones chegou perto de alguma coisa acontecer, alguma coisa muito ruim. Na conversa que eu tive com ele ontem, eu vi que ele sabe o que fez, está apavorado por isso. Eu tenho que manter esses caras na academia treinando (risos). Eu vou fazer mais eventos ano que vem para mantê-los ocupados (risos).



Todo dia eu acordo e alguém fez alguma idiotice. Eu não quero parecer insensível, mas quando o seu produto é um ser humano, você terá vários problemas. Pensa no seu dia a dia. É o jeito que acontece. Você os coloca em pedestais, mas eles são que nem nós. Eles têm problemas, contas para pagar, briga com namoradas, não importa. Eles têm problemas também. A gente lida com todos esses caras e todas essas situações e adivinha: vocês veem o que é público e é isso. Vocês não sabem de nada. Vocês só veem o que está solto por aí. O Jon Jones bateu com o carro na árvore, mas tem muita coisa que vocês não ouvem e nós temos que lidar todo dia. Todo mundo tem problemas. Imagina ter 400 pessoas e lidar com todos os seus problemas, além de seus egos. Você tem os problemas e os egos e tudo mais que vem com isso. É um negócio difícil e não é todo mundo que aguentaria se envolver no esporte e manter tudo junto. Todo cara acha vale 300 milhões de dólares, todos acham que são o melhor e que devem ser postos para lutar antes, todos acham que devem ser o próximo a ganhar uma chance pelo título. Há uma lista muito longa que a gente tenta coordenar para 400 atletas e fazer shows no mundo inteiro.


Sobre o que realmente acontece por trás dos panos no UFC:
Isso é totalmente verdade. Se isso acontece no futebol, que é o maior esporte do mundo, aqui vocês sabem de 1% (risos). Vocês me veem sempre e sabem que eu amo isso e que eu não queria fazer nada além disso, mas quando as pessoas me veem, elas falam que eu tenho o emprego dos sonhos (risos). Calma, cara. É um trabalho. Não é tão glamoroso quanto parece.


Sobre o potencial do Brasil no MMA:
O Brasil é uma mina de ouro de talentos. A chave para o esporte é ter muito talento. Quando você fala de marketing, o Brasil é grande, a economia está indo bem, todos os grandes eventos esportivo estão indo para lá e você tem uma mina de ouro de talento. Os melhores caras do mundo são de lá. Não os melhores em suas categorias, mas peso por peso, são os melhores do mundo. Há uma lista extensa vindo de lá.


Sobre a falta de estrutura das academias no Brasil:
O quanto mais rápido crescer a popularidade do esporte no Brasil, mais fácil vai ficar. Olha quantos caras deixaram o Brasil nos últimos 20 anos para viajar para outros lugares no mundo para ensinar Jiu-Jitsu, abrir escolas e fazer todas essas coisas. O lugar onde isso tudo começou do Brazilian Jiu-Jitsu e do MMA é lá e agora estão todos voltando para o Brasil. Você vai começar a ver essas academias, sejam elas para treinar lutadores, pessoas como vocês que querem ficar em forma e se sentir bem ou até academias para manter as crianças fora das ruas. Você vai ver isso em todo lugar nos próximos cinco anos. Vai ser uma loucura.

Marque as minhas palavras: vai ser enorme. Em todo lugar que você for, toda vez que a gente vai lá e fala que vai ter um evento tem uma explosão. As escolar começam a surgir e a realidade é que essa é a nova arte marcial. Quantas pessoas realmente podem jogar futebol no Brasil? Quantas crianças chegam a times e viram jogadores profissionais? Não muitos, certo? Mas vão ser muitas as crianças que vão entrar nas artes marciais e fazer dinheiro. É uma das coisas que estamos falando sobre. Fizemos uma grande luta ontem com um dos nossos caras e todo mundo quer apontar para onde o dinheiro vai. No sábado, tem caras que só lutam uma vez por ano e você vê toda essa bolha de mídia em cima deles para ver um lutando contra o outro. A gente está fazendo uns 40 eventos por ano e o dinheiro se espalhou. Estamos fazendo 14 pay-per-views por ano.

terça-feira, 22 de maio de 2012

Strikeforce - Barnett vs. Cormier



Evento: Strikeforce: Barnett vs. Cormier
Data: 19 de Maio de 2012
Local: HP Pavilion em San Jose, California, EUA

Clique nos links abaixo para conferir os videos das lutas do Strikeforce: Barnett vs. Cormier.

Quinn Mulhern vs. Yuri Villefort

Gian Villante vs.Derrick Mehmen

Virgil Zwicker vs. Guto Inocente

Gesias Cavalcante vs. Isaac Vallie-Flagg

Nah-Shon Burrell vs. Chris Spang

Rafael Cavalcante vs. Mike Kyle

Gilbert Melendez vs. Josh Thomson

Josh Barnett vs. Daniel Cormier

VideosMma

Anderson Silva - Como Água (Like Water) 2012 DVDRip





Download de Torrent e Legenda

No esporte mais brutal e muitas vezes incompreendido pelo mundo, tornar-se um campeão leva mais do que apenas sangue, suor e lágrimas. O filme mostra Anderson Silva no UFC, enquanto se prepara para coroar sua corrida de quatro anos como o rei invicto do esporte e com um recorde de 12 vitórias. Com o acesso íntimo à Silva e seu treinamento, emerge o homem surpreendente e inspirador por trás de um dos maiores artistas marciais de todos os tempos.

Elenco

Anderson "The Spider" Silva
Jose Aldo
Junior "Cigano" Dos Santos
Ramon Lemos
Lyoto "The Dragon" Machida
Damaso Pereira
Ed Soares
Antônio “Minotauro” Nogueira

Ficha Técnica

Título no Brasil: Anderson Silva - Como Água
Título Original: Like Water
País de Origem: EUA
Gênero: Documentário
Tempo de Duração: 76 minutos
Ano de Lançamento: 2011
Estréia no Brasil: 16/03/2012
Site Oficial:
Estúdio/Distrib.: California Filmes
Direção: Pablo Croce

Qualidade: DVDDRip
Tamanho: 700 Mb
Qtde de mídias: 1

Samples: 1#, 2#, 3#



Download de Torrent e Legenda


Trailer (Clique Aqui)

quinta-feira, 26 de abril de 2012

UFC 147 confirmado em Belo Horizonte



Foto divulgação

A novela sobre o local da realização do UFC no Brasil chegou ao fim. Depois de São Paulo perder o evento por conta da lei do silêncio e o Rio de Janeiro por não ter mais vagas disponíveis nos hotéis da cidade, em função da Rio+20, onde são esperadas mais de 50 mil pessoas, a reportagem da TATAME apurou que o UFC 147 acontecerá mesmo em Belo Horizonte, Minas Gerais, no dia 23 de junho.

Na semana passada, a IMX, empresa que realiza os eventos do UFC no país, já havia feito a pré-reserva dos dias 18 a 23 de junho do ginásio do Estádio Jornalista Felippe Drummond, mais conhecido como Mineirinho. O UFC fez uma visita técnica na quarta-feira passada e ontem voltou a visitar as instalações do local.

“Eles estavam verificando as instalações e irão precisar de um engenheiro para ver se o teto aguenta uma estrutura de 20 toneladas”, informou a assessoria de comunicação da Administração de Estádio do Estado de Minas Gerais (ADEMG).

A capacidade de público do Mineirinho varia conforme o evento. Em jogos de vôlei e futsal, por exemplo, o ginásio abriga cerca de 18 mil pessoas. Já em shows, como os que aconteceram no ano passado, de Ozzy Osbourne e Roberto Carlos, reuniram 14 mil espectadores cada um.


http://www.tatame.com.br/2012/04/26/UFC-147-confirmado-em-Belo-Horizonte

UFC divulga pôster do UFC 148, que terá Anderson Silva x Chael Sonnen

Pôster UFC 148 (Foto: Divulgação/UFC)



Mal anunciou a transferência da luta entreAnderson Silva e Chael Sonnen para o UFC 148, o Ultimate divulgou o pôster oficial do evento de 7 de julho, em Las Vegas, nos Estados Unidos. A imagem tem destaque especial para o combate do Spider com o americano, mas também tem espaço para outra disputa de cinturão: Dominick Cruz xUrijah Faber, pelo peso-galo.

O UFC 148 está recheado de nomes importantes do UFC. Além das duas disputas de cinturão, o card tem Tito Ortiz x Forrest Griffin (a despedida de Ortiz), Michael Bisping x Tim Boetsch e Rich Franklin x Cung Le.

O card preliminar conta ainda com mais três brasileiros: Demian Maia, Gleison Tibau e Fabrício Morango. Eles enfrentam respetctivamente Dong Hyun Kim, Khabib Nurmagomedov e Melvin Guillard.

sábado, 21 de abril de 2012

UFC 145 ao vivo








Bom combate e deixe comentários.


 Link  (clique em combate)


 Link (clique em combate)









À Toda Prova (Haywire) 2011 BDRip








Download de Torrent



Nesse filme de ação de tirar o fôlego, o diretor Steven Sonderberg (Onze homens e um segredo) recruta a mais famosa lutadora de MMA da atualidade, Gira Carano, para encarar um elenco de astros liderados por Michael Douglas e Antonio Bandeiras. Treinada pela CIA, a destemida agente Mallory (Gira Carano) é convocada por Kenneth (Ewan McGregor) para realizar uma missão secreta com Paul (Michael Fassbender), mas logo ela descobrirá que os seus parceiros armaram uma emboscada para matá-la. Confiando apenas no seu instinto selvagem e tendo de proteger o seu pai, Mallory vai correr contra o tempo para desarmar um complô internacional.

Elenco

Gina Carano (Mallory Kane)
Michael Angarano (Scott)
Channing Tatum (Aaron)
Michael Douglas (Coblenz)
Antonio Banderas (Rodrigo)
Ewan McGregor (Kenneth)
Michael Fassbender (Paul)
Bill Paxton (John Kane)

Ficha Técnica

Título no Brasil: A Toda Prova
Título Original: Haywire
País de Origem: EUA / Irlanda
Gênero: Ação / Suspense
Classificação etária: 14 anos
Tempo de Duração: 93 minutos
Ano de Lançamento: 2011
Estréia no Brasil: 13/04/2012
Estúdio/Distrib.: Imagem Filmes
Direção: Steven Soderbergh

Qualidade: BDRip
Tamanho: 700 Mb
Qtde de mídias: 1


Samples: 1#, 2#, 3#



Download de Torrent


Trailer (Clique Aqui)

domingo, 11 de março de 2012

Hamill - O Filme (The Hammer) 2010 DVDRip AC3


Download de Torrent e Legenda

O filme retrata a trajetória do lutador do UFC Matt Hamill, que, surdo de nascença, superou o preconceito e as dificuldades criadas por sua condição através da luta greco-romana, na qual começou graças ao seu padrasto.
Elenco

Russell Harvard (Matt Hamill)
Raymond J. Barry (Stanley)
Shoshannah Stern (Kristi)
Michael Anthony Spady (Jay)
Courtney Halverson (Michelle)
Susan Gibney (Janet)

Ficha Técnica

Título no Brasil: Hamill - O Filme
Título Original: The Hammer
Estúdio/Distrib: Film Harvest, Fifth Year Productions, TapouT Films
País de Origem: USA
Gênero: Drama | Biografia
Direção: Oren Kaplan

Qualidade: DVDRip
Tamanho: 1.4 Gb
Qtde de mídias: 1

Samples: 1#, 2#, 3#






Trailer (Clique Aqui)

domingo, 12 de fevereiro de 2012

UFC Ultimate Insider: Episode 1

ONE FC: Battle of Heroes Undercard

Under Card -
Raymond Tiew vs. Victorio Senduk
Alex Silva vs. Geje Eustaquio
Irshaad Sayed vs. Jessie Rafols
Peter Davis vs. Ngabdi Mulyadi
Zuli Silawanto vs. Agus Nanang
Video streaming by Ustream

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Sem medo do carrasco. Minotauro quer Frank Mir de novo: 'Seria ótimo'

Minotauro crê em vitória de Cigano sobre Overeem
(Foto: Adriano Albuquerque / Globoesporte.com)

Rodrigo Minotauro inaugurou nesta sexta-feira o quadro "Bate-Papo SporTV", em que os fãs têm a oportunidade de entrevistar seus ídolos pela internet. O peso-pesado do UFC respondeu às perguntas enviadas e não titubeou ao falar sobre uma possível nova luta Frank Mir, responsável por duas derrotas na carreira do baiano - uma por nocaute técnico e outra por finalização.

- Acredito na luta com ele (Mir), me descuidei e e ele é um cara muito forte, pegou o meu braço em uma americana e foi difícil sair. Mas sim, seria ótimo lutar com ele novamente - disse Minotauro.

O brasileiro palpitou sobre a disputa de cinturão de sua categoria, entre Júnior Cigano e Alistair Overeem, e também sobre revelou qual foi a luta mais emocionante de sua carreira. Confira o bate-papo:

Fernando Oliveira: Você deseja mais uma luta com Frank Mir, já que ele foi o primeiro a vencer você por nocaute e por finalização também?
Rodrigo Minotauro: Desejo sim, enfrentar o Mir novamente. Acredito na luta com ele, me descuidei e e ele é um cara muito forte, pegou o meu braço numa americana e foi difícil sair. Mas sim, seria ótimo lutar com ele novamente.

Halyson Mourão: Qual das suas lutas você considera a mais emocionante?
Gosto muito das que fiz Bob Sapp e Mirko Cro Cop em 2003. Mas com certeza a com Brendan Schaub foi a mais emocionante, por ter sido no Brasil.

Frank Mir finalizou Rodrigo Minotauro no UFC 140 com uma kimura (Foto: Getty Images)

Valderson Evangelista: O brazilian jiu-jítsu é muito respeitado lá fora. Assim como o jiu-jítsu, o jeito brasileiro de treinar e lutar, poderíamos vir a criar o "brazilian MMA"?
Na minha opinião, já existe um estilo "brazilian MMA". O brasileiro tem uma facilidade enorme de sair do jiu-jítsu para o boxe, do boxe para o wrestling e por isso que acredito que já temos um estilo de lutar definido.

Marco Antonio Monteiro da Paixão: O que te motiva mais? Uma vitória avassaladora ou uma derrota devastadora?
Com certeza uma vitória avassaladora. A derrota é sempre depressiva, mas não deixa de motivar também.

Alex Mosa e Michel Macêdo: Qual a chance de o Overeem tirar o cinturão do Cigano?
Bem pequena a chance de o Overeem tirar o cinturão do Cigano, praticamente não existe. Não acredito que o Overeem seja uma ameaça, pois Cigano está muito bem.

Anderson Silva tem um clone? Conheça Michael Page


PVT
Foto: Divulgação
Sempre que perguntado qual melhor adversário poderia enfrentar, Anderson Silva responde que seria seu clone, acrescentando que enfrentar uma “cópia” sua seria “engraçado”. O evento inglês UCMMA, “primo” do extinto Cage Rage, do qual Anderson foi campeão, acaba de dar uma amostra de quão parecido com o Spider um lutador pode ser.


Michael Page fez apenas sua primeira luta de MMA no último dia 4 de fevereiro, mas já dá o que falar na internet. Chamado de “novo Anderson Silva”, o inglês nocauteou Ben Dishman com belo chute na cabeça com 1:05min de combate. Mas o que chamou a atenção foi seu estilo de luta: muita esquiva, braços arriados e até uma certa marra, que já fazem os fãs de MMA o comparerem ao campeão dos médios do UFC. 


Guardadas as devidas proporções na comparação com o Spider, a confiança na trocação impressiona, porém é apenas a estreia de Page no MMA. Confira o vídeo abaixo, e veja se Anderson Silva foi ou não clonado.

Shogun fala de rompimento com empresário e planos para próxima luta

Gleidson Venga



Shogun explica como será sua forma de trabalho para próximas lutas


Mauricio Shogun anunciou esta semana um rompimento após anos com seu empresário, Eduardo Alonso. Em entrevista ao PVT, o ex-campeão do UFC revelou alguns motivos da separação e também contou como estão seus planos para o retorno ao octagon. 


Saiu uma notícia de que você teria rompido com o Eduardo Alonso porque fechou um contrato com uma agência de marketing. Foi isso mesmo?


Na verdade não foi por esse motivo. Desde a Chute Boxe sempre trabalhei com três pessoas ou empresas: meu empresário, meu treinador e uma equipe de mídia, que cuida da minha imagem. Infelizmente, não tinha encontrado uma equipe em que sentia firmeza. Agora encontrei uma equipe boa. O Eduardo é um cara muito competente, mas ele não gosta desta forma de trabalho, ele prefere uma pessoa pra supervisionar tudo. E eu sou contra, cada um na sua área. Gosto dele, sei que ele gosta de mim, mas havia alguns conflitos de idéias. O meu treinador é o André Dida, e eu peguei uma empresa pra cuidar da minha imagem. Não adianta, ninguém consegue ter poder de tudo. Eu preferia dessa maneira. Há outras coisas que não dá pra falar, que não adianta ficar falando. Ele é meu amigo e eu o respeito muito.


Quem cuidará de sua carreira agora?


Tem umas pessoas me ajudando nesta parte. Ainda estou vendo, o UFC deixou bem claro que não precisamos de empresário, todas as negociações são conduzidas pelos próprios atletas. Empresário hoje em dia não é como na época do PRIDE, naquela época tinha muito mais peso. Sou a favor de empresário, não foi por este motivo que me separei do Eduardo. Quero trabalhar com pessoas próximas, Eduardo trabalha em São Paulo e eu em Curitiba. Mas este não é o único motivo, são outros, como eu falei.


Você tem previsão de quando volta aos ringues?


Estou em negociação. Não tem nada programado, mas nas próximas semanas deve ter algo. Por enquanto nada certo ainda.


O André Dida, como você disse, voltará a ser seu head coach, como nas lutas contra o Lyoto. Como será essa parceria?


Gosto muito dele como professor. Nos separamos porque ele queria trabalhar fora do país, não brigamos nem nada. Agora ele está voltando. Pra mim foi perfeito. Gosto dele, acredito nele. Ele é responsável pelos meus treinos, o Dida opina em tudo nos treinos. Quero trabalhar como na época da Chute Boxe, cada um na sua área e eu focado 100% na luta.


E você ficará em Curitiba para treinar para a próxima luta ou fará seus treinos em outra cidade?


Vou ficar em Curitiba. Estamos montando uma equipe boa, estamos trazendo um cara pro jiu-jitsu, estamos negociando com ele, e a parte de sparrings e treinadores vamos decidir, e deixo isso com o Dida.


Pra terminar, o que espera do duelo Jon Jones vs Rashad Evans pelo título da sua categoria?


Jones é o favorito, vem sobrando na categoria, e com certeza é favotrito. Mas Rashad é um cara não se entrega fácil, e só tem uma derrota, pro Lyoto. Será uma luta dura.

Rafael Cordeiro comenta de TUF, Werdum e diz que não treinaria Shogun

Rafael Cordeiro é um dos principais treinadores de MMA de todo o mundo, e lidera a Kings MMA, um dos maiores centros de treinamentos do planeta. O mestre de Muay Thai está no Brasil para integrar a equipe de Wanderlei Silva no reality show The Ultimate Fighter. Além de Wand, a fera também treina Fabrício Werdum, que no último sábado derrotou Roy Nelson abusando do clinch de Muay Thai usado pelos atletas que passaram pelas mãos de Cordeiro. Em entrevista ao PVT, o treinador contou o pouco que pode revelar sobre TUF, Fabrício Werdum, Jon Jones e se voltaria a treinar com o ex-parceiro Maurício Shogun.
"Todo mundo sabe o potencial que o Shogun tem, mas voltamos a fazer esse trabalho logo depois de 4 ou 5 anos para a luta contra o Forrest Griffin, mas acredito que esse tempo em que ficamos separados, vimos que as coisas mudaram bastante e acho que a vida deu uns caminhos para os dois e infelizmente estes caminhos hoje não se batem muito no sentido profissional. Eu tenho uma forma de ver os treinamentos e eu sentia que ele tem a forma dele. E dentro desse s sentidos de formas e treinamentos a gente a gente viu que não bateu o que eu penso e o que ele pensa".

Confira abaixo a entrevista na íntegra que o PVT fez com Rafael Cordeiro.

PVT: Você viu de perto o crescimento do MMA. Qual a importância do TUF no Brasil?

Rafael Cordeiro: Esse princípio, esse começo que nós tivemos. Foi muito importante para nos fortalecer como pessoa, como experiência. Foi muito importante essa base para todos nós. Fico muito feliz de participar desse reality show, de passar as nossas culturas dentro e fora do ringue. E está sendo uma experiência maravilhosa trabalhar junto com grandes treinadores. A gente conseguiu chegar a um patamar que quem participar dessa casa vai ter uma visibilidade não só entro do ringue, mas também fora. Acho que será uma pós-graduação para os atletas que participarem.

PVT: O que você pode falar do reality show? Quanto tempo vai durar a gravação?

RC: A gente assinou um contrato de confidencialidade. A gente não pode falar nada sobre o evento, só que estamos participando e que estamos indo para São Paulo gravar. Acho que vão dUrar 45 dias e esse show vai quebrar todos os recordes e o Dana White está feliz com o que ele viu. Com certeza vai ser o TUF mais violento de todos, e eu fico feliz do Dana White ter visto a vontade da galera.

PVT: O que você achou da luta do Werdum contra o Roy Nelson?

RC: O Werdum por ser um pouco mais alto ele explorou a envergadura dele. Nós percebemos que o Roy Nelson, toda vez que ele socava ele abaixava a cabeça. No Muay Thai, quando um atleta abaixa muito a cabeça tem que usar isso contra ele, e foi usado para aplicar boas técnicas de clinch. Graças a Deus ele está buscando melhorar a cada dia e está conseguindo. Essa conquista é do grupo.

PVT: O que espera da revanche entre Vitor Belfort e Wanderlei Silva?

RC: Os dois estão com mais experiências, ambos ganharam seus espaços, não só na mídia, mas dentro do evento também. São atletas que hoje são ícones do esporte. Acho que vai ser uma luta sensacional, uma luta com o Wanderlei totalmente motivado. É um luta que ele deseja há 14 anos, então é o grande momento para ele tentar reverter aquele resultado e com certeza ele vai reverter.

PVT: Maurício Shogun revelou nesta terça-feira que rompeu com Eduardo Alonso. Existe alguma possibilidade de você voltar a treiná-lo?

RC: Todo mundo sabe o potencial que o Shogun tem, mas voltamos a fazer esse trabalho logo depois de 4 ou 5 anos para a luta contra o Forrest Griffin, mas acredito que esse tempo em que ficamos separados, vimos que as coisas mudaram bastante e acho que a vida deu um caminhos para os dois e infelizmente estes caminhos hoje não se batem muito no sentido profissional. Eu tenho uma forma de ver os treinamentos e eu sentia que ele tem a forma dele. E dentro desse s sentidos de formas e treinamentos a gente a gente viu que não bateu o que eu penso e o que ele pensa. Ele é um grande atleta e com certeza, bem treinado, com as pessoas que compreendam a forma que ele gosta de treinar, que entendam sua metodologia de treino. Respeito isso, eu tenho a minha metodologia, ele tem a dele, mas infelizmente estes métodos são diferentes, mas eu desejo todo o melhor pra ele. Mas como eu disse logo depois da luta do Wanderlei, quando me perguntaram se eu voltaria a treinar o Shogun, eu respondi que ele tinha o método dele e que infelizmente não conseguimos voltar àquela afinidade que tínhamos no passado, em relação a treinamentos. As pessoas acham que a gente fala para condenar, para jogar pedra, mas não. Eu falei no sentido que era meu faixa preta, por acreditar naquele potencial. Foi mais um 'você pode chegar longe se você quiser'. Acho que se ele quiser, ele pode chegar longe. Espero que um dia ele retome o cinturão.

PVT: O que espera da luta entre Cigano e Overeem pelo cinturão dos pesados?

RC: Acho que o Cigano vai nocautear o Overeem. É um atleta duro e ninguém tira da minha cabeça que se pressionar o Overeem ele não aguenta a pressão. Cigano ganha e ganha por nocaute.

PVT: O que acha que a categoria guarda para o Werdum?

RC: Acho que é uma categoria que pode trocar a qualquer momento de campeões e nós temos que estar preparados para isso. O Werdum está se preparando há 3 anos para se tornar o campeão. Se depender da gente vai se preparar mais ainda. Se for contra o Werdum vai ser melhor ainda por ser uma revanche, claro, sempre respeitando muito o nosso campeão, que é o Cigano, mas sabendo também que se o Werdum chegar a uma disputa de título ele vai chegar 100%.

PVT: Se você pudesse preparar um lutador hoje para encarar o Jon Jones, quem você acha que tem a chance de derrotá-lo?

Rafael Cordeiro: O que mais mostrou que tem capacidade de vencer o Jon Jones é o Lyoto Machida. Todos tiveram suas chances, mas acho que a forma mais adequada de lutar com o Jon Jones foi a do Lyoto. Eu vejo que é uma categoria com várias feras, como Shogun, Alexander Gustafsson, mas nesse momento, se tivesse que escolher alguém, pelo ritmo que ele imprimiu, para mim é o cara para bater o Jon Jones.

Cigano x Overeem acontece no UFC 146




O primeiro desafiante ao cinturão de Junior Cigano no UFC está prestes a enfrentar uma dura batalha fora do octagon: Alistair Overeem é acusado de agredir uma mulher em Las Vegas, no fim de 2011. Alheio à história, Cigano segue treinando forte em Salvador, na Bahia. Na entrevista exclusiva, que você lê na íntegra abaixo, Junior dos Santos comentou o duelo de estilos contra Alistair e disse confiar em suas mãos para nocautear qualquer uma, mas que também está pronto para “sofrer” na luta, e deixou claro que aceitaria uma possível troca de oponentes, caso Overeem não se livre da acusação.



O que espera do ano de 2012?



A expectativa está ótima. Graças a Deus consegui chegar lá e realizar um sonho meu, que era ser dono daquele cinturão. Estou muito feliz com tudo que eu estou vivendo, e esse ano eu quero dar continuidade a essa boa fase. Recuperei meu joelho agora, estou treinando bastante para estar sempre preparado para os meus próximos desafios. Sei que não vai ser fácil. A partir de agora começa um novo trabalho. Meus sonhos se renovaram. Quero ser o campeão dos pesos pesados por muito tempo.



Sempre falam que é mais difícil se manter como campeão do que chegar lá. Já está pronto pra esses novos desafios?



Acho que não é que seja mais difícil manter o cinturão do que chegar lá, acho que as duas fases são diferentes na carreira de um lutador. As duas exigem muito do lutador, mas acredito que estou bem preparado para isso. Estou aprendendo a cada dia que passa. Tenho tudo ainda para me desenvolver no esporte. As minhas próximas lutas vão ser um teste pra mim, porque quero manter esse cinturão e vou fazer o meu máximo pra manter. Agora as lutas vão ser sempre de cinco rounds, então o desafio mudou um pouco, mas acho que é tão duro quanto era antes. A dedicação tem que ser maior.



O próximo “teste” é o Overeem. O que acha dessa luta?



O Overeem realmente é um cara muito duro, perigoso, pesadão, bastante forte. Eu o vejo como um desafio muito bom, até para minha parte de trocação, que é a parte em que eu confio. Provavelmente ele vai aceitar a luta em pé. Por mim, a luta pode acontecer ou no chão ou em pé. Ele é um cara bastante perigoso, mas vou usar a minha velocidade. Acredito muito em mim, estou sempre confiante nas minhas atitudes. Acho que esse é um dos segredos: acreditar em si próprio já é meio caminho andado. Acredito muito que vou vencê-lo. Como toda luta, eu entro para nocautear. Nessa não vai ser diferente, eu vou lá pra nocautear.



Os fãs se dividem sobre quem tem a melhor trocação, entre você e o Overeem. Apesar de confiar na vitória, você acredita que é mais técnico que ele em pé?



Acredito que sim. Eu confio muito na minha luta em pé. Acredito que posso nocautear qualquer um fazendo o trabalho certo. Ele é tão perigoso quanto eu lutando em pé, não é a toa que foi campeão do K-1. Vai ser uma luta difícil, vai ser uma luta de quem se acertar primeiro. O impacto do peso pesado é mais forte e pode levar à nocaute mais rapidamente.



Você já mostrou que tem um queixo duro nas lutas contra o Shane Carwin e Roy Nelson, que são caras que batem pesado. Está pronto para enfrentar o Overeem?



Sou um lutador, aprendi a lutar sofrendo bastante na academia. Eu vivo na academia a realidade ou até mais do que a luta pode me oferecer. Estou preparado para passar por momentos bons da luta, como estou preparado para passar por momentos difíceis também. O principal do lutador, conforme meu professor Luiz Dórea diz, é você saber apanhar também. Se você for lutador de momentos bons, a sua casa vai cair rapidinho. Acredito que eu estou preparado para os dois.



Rolou uma polêmica nas últimas semanas em relação ao Overeem, que ele seria julgado por uma suposta agressão a uma mulher em Las Vegas. Alguém do evento chegou a comentar alguma coisa com você com relação à luta?



Não comentaram nada comigo, estão esperando esse julgamento. Eu sei por alto a história. Não sou ninguém para ficar julgando as pessoas, mas, se realmente aconteceu isso... Acho bem complicado um atleta de um esporte tão visado como o nosso fazer uma coisa dessas. Nada melhor que a justiça para decidir. Eu acho que a luta vai acontecer. Se não acontecer e colocarem outro atleta, para mim não importa. Estou pronto para enfrentar qualquer um. Nunca escolhi adversários. Não vai ser agora, como campeão, que vou escolher. Fica nas mãos do UFC saber o que vai ser melhor para o próprio evento.



Nota da redação: Lorenzo Fertitta, sócio-majoritário do UFC, revelou em seu Twitter que o combate acontecerá no dia 26 de maio, data do UFC 146.

UFC marca Ortiz x Griffin, Mir x Velasquez




Foto UFC

O bilionário Lorenzo Fertitta, sócio-majoritário do UFC, tirou a manhã para responder a perguntas de seus seguidores no Twitter, e deixou escapar informações preciosas.

Além de anunciar o duelo entreJunior Cigano e Alistair Overeem para o UFC 146, o manda-chuva revelou mais dois combates: Tito Ortiz x Forrest Griffin e Cain Velasquez x Frank Mir, mas não revelou as datas de ambas as lutas.

Ortiz e Griffin já se enfrentaram duas vezes na jaula do UFC, com uma vitória para cada lado. No primeiro embate, em 2006, Tito levou a melhor na decisão dividida. Três anos mais tarde, foi a vez de Griffin vencer, também na decisão dividida.

Nas últimas semanas, os lutadores demonstraram o interesse de lutar, e o UFC comprou a ideia. Possivelmente, Tito se aposentará após este duelo.

Em outro confronto de ex-campeões, Velasquez e Mir chegam em fases distintas. Enquanto o primeiro vem de derrota por nocaute para Cigano, no primeiro revés de sua carreira, o segundo vem de vitórias sobre Rodrigo Minotauro, Roy Nelson e Mirko Cro Cop.


TUF Brasil será transmitido gratuitamente na internet






Mais uma novidade para os fãs do reality show do UFC, o The Ultimate Fighter, a versão brasileira do programa, que vai ao ar pela TV aberta aqui no Brasil, será exibido para o mundo todo de forma gratuita através do site oficial do UFC.

Por meio da sua conta no twitter (@lorenzofertitta), o co-proprietário da UFC, Lorenzo Fertitta disse:

“Ótima resposta sobre o TUF Brasil sendo transmitido no UFC.com, vocês ganharam, em tempo real. Temos sérios talentos no programa. Me lembra do TUF 1.”

O The Ultimate Fighter Brasil parece ter empolgado o co-proprietário e o presidente do UFC, Lorenzo Fertitta e Dana White, que rasgaram elogios durantes as gravações da versão brasileira do reality, se você não viu as declarações de ambos.

Justiça impede Pacaembu de sediar UFC SP



Foto divulgação

O sonho do UFC de realizar uma edição do evento em São Paulo está mais distante de acontecer. Isto porque, o Pacaembu, local mais cotado para abrigar o show, no dia 16 de junho, foi impedido de sediá-lo por uma liminar emitida pela Justiça de São Paulo, obtida pela Associação Viva Pacaembu. O Ultimate esbarra na lei do Psiu, que impede a realização de eventos em locais abertos depois da 1h. O Morumbi, que corria por fora, tem como obstáculo a questão da infraestrutura, pois seria preciso cobrir boa parte do gramado, onde ficaria o octagon, por conta de uma possível chuva.

“O movimento Viva Pacaembu conseguiu na Justiça sentença garantindo que os eventos no estádio terminem até meia-noite e alcancem um máximo de 45 decibéis. Para você ter uma idéia, medi 60 decibéis dentro do gabinete do prefeito", informa o secretário de esporte do município”, disse Bebeto Haddad, secretário municipal de esportes de São Paulo, à “Folha”.

Devido ao apelo do card desta edição, que terá a revanche entre Wanderlei Silva e Vitor Belfort, além da aguardada batalha entre Anderson Silva e Chael Sonnen, existe a possibilidade de o show ser transferido para o Rio de Janeiro. A Cidade Maravilhosa foi palco de duas edições recentemente, todas na HSBC Arena, cuja capacidade é de cerca de 15 mil pessoas.


Georges St. Pierre: Chael Sonnen tem o estilo perfeito para bater Anderson Silva





Foto: Divulgação/UFC

O canadense Georges Saint Pierre se recupera de cirurgia no ligamento do joelho e só deve retornar ao octógono do Ultimate Fighting Championship no final do ano para defender o cinturão da categoria meio médio.

“GSP”, que muitos sonham um dia subir de categoria para enfrentar Anderson Silva na divisão de peso até 84kg, comentou o combate entre o “Aranha” e Chael Sonnen e afirmou que o americano possui o estilo perfeito para derrotar o brasileiro.

“A questão não é se o Chael Sonnen derrotará o Anderson Silva. Eu acredito que ele tem o estilo perfeito para fazer isso. O único problema é que em sua última luta contra o Michael Bisping, ele estava indo direto pra cima, e se ele fizer aquilo contra o Anderson, ele correrá em direção aos socos”.

St. Pierre acredita que o caminho para a vitória de Sonnen é se movimentar sem ser atingido até encontrar uma maneira de encurtar a distância e levar a luta para o solo, onde ele tem chance de derrotar o campeão.

“Acho que se ele conseguir se movimentar em pé sem ser atingido e encontrar um jeito de encurtar a distância e trazer a luta para o chão, ele terá uma boa chance de vencer. A questão não é se ele vencerá ou não, mas como ele sairá do Brasil após isso?”, questionou.

Lorenzo Fertitta: Nick Diaz não será cortado; Cigano vs Overeem em maio


Foto: UFC/Divulgação

Lorenzo Fertitta, um dos donos do Ultimate Fighting Championship, improvisou uma sessão de perguntas e respostas no twitter e fez importantes anúncios sobre o futuro da organização americana de artes marciais mistas.

O dirigente afirmou que Nick Diaz não será demitido do UFC após ter sido flagrado no exame antidoping. O atleta teria a revanche contra Nick Diaz confirmada hoje mas agora terá que lutar em causa própria perante a Comissão Atlética de Nevada.

O aguardado confronto entre os pesos pesados Junior dos Santos e Alistair Overeem acontecerá em Las Vegas, no dia 26 de maio, e marcará a primeira defesa de título do catarinense que se sagrou campeão em novembro do ano passado com um nocaute sobre Cain Velasquez.

Em resposta a um seguidor que pediu a volta de Jason Miller, Lorenzo respondeu que o lutador se apresentou de maneira terrível contra Michael Bisping e não demonstrou interesse no retorno de “Mayhem” ao octógono.

Fertitta revelou que o Ultimate promoverá eventos na Itália, Espanha, China e Índia em 2013. A organização já promoveu shows em Abu Dhabi, Alemanha, Inglaterra, Brasil e Austrália e dará continuidade ao processo de expansão no próximo ano. O MMA é considerado esporte ilegal na França e na Holanda mas o UFC continua trabalhando para levar seus eventos àqueles países.

O dirigente demonstrou interesse na contratação de Hector Lombard e Alexander Shlemenko, ambos lutadores do Bellator e confirmou a terceira luta entre Tito Ortiz e Forrest Griffin.

Dana White está desapontado com doping de Nick Diaz




Foto: Divulgação/UFC

A Comissão Atlética do Estado de Nevada informou que o meio médio Nick Diaz testou positivo para o uso de maconha e quebrou uma das regras do código administrativo que proíbe o uso de substâncias proibidas por lei.

O atleta é reincidente já que foi flagrado no exame em 2007, após ter finalizado Takanori Gomi no Pride 33, resultado que posteriormente foi anulado pela extinta organização japonesa. O futuro de Nick está nas mãos da Comissão, disse o presidente do Ultimate Fighting Championship.

“Estou desapontado por ele ter testado positivo para o uso de maconha. Agora ele está nas mãos da Comissão Atlética do Estado de Nevada”, comunicou Dana White.

Nick Diaz possui licença do Estado da Califórnia para usar a erva como tratamento medicinal, o que torna legal o uso da droga mas não o isenta de ser testado nos exames preventivos. O atleta tem déficit de atenção e sofre de hiperatividade.

O UFC ainda não se pronunciou sobre o próximo adversário do campeão interino Carlos Condit. A organização havia comunicado que o anúncio da revanche entre Carlos e Diaz seria feito hoje mas o resultados dos exames do UFC 143 forçaram a mudança de planos de Dana White.

Max Fight dá início a calendário de 2012 com disputa de cinturão






Um dos eventos de maior prestígio no cenário do MMA nacional e considerado o mais tradicional do interior de São Paulo, o Max Fight estreia no ano de 2012 com sua 11ª edição e cercado de expectativa. No dia 17 de março, o Clube Regatas Campinas será palco da disputa pelo cinturão até 77kg, entre o atual detentor, Cassiano Tytschyo, e o sparing de Lyoto Machida, Zezão Trator. Na co-luta principal, os gigantes Gerônimo Mondragon e Rodrigo Mamuth medem forças num duelo de pesos pesados.

Estas, no entanto, são apenas duas das atrações do show, que terá também a segunda etapa do GP Brasil, que, no fim do ano, premiará o vencedor com um carro no valor de R$ 100 mil. Todos os lutadores do Max Fight poderão fazer até quatro (04) lutas no decorrer da temporada, e quem obtiver o maior número de pontos leva o grande prêmio.

“Nossa ideia em 2012 é fazer oito edições e revelar ainda mais talentos do que já temos feito. Nosso campeão até 66kg, o Rony Jason, era um dos favoritos para entrar na casa do ‘Ultimate Fighter’ brasileiro, mas não sabemos se ele está lá ou não, por conta das políticas de privacidade do UFC. De qualquer forma, a torcida é grande para que esteja no reality show e que vá para o UFC. Ficamos muito felizes de tê-lo como dono de um de nossos cinturões”, destacou o promotor do evento, Ricardo Saldanha.

A ousadia é marca registrada do Max Fight, que utilizou um decágono na sua última edição. Apesar de ainda estar no início de 2012, a ideia de Saldanha e de seu sócio, o empresário José Roberto de Raphael, é ultrapassar ainda mais fronteiras. “Vamos expandir esse GP para todo o continente, e depois, quem sabe, até mundial. Com a estrutura que estamos montando e a receptividade positiva ao evento, vamos crescer ainda mais em 2012, e já estamos com planejamento para em 2013 fazer uma edição mensal”, completou.

As regras do GP Brasil, a pontuação, e todas as informações do card e ingressos estão disponíveis no site oficial: www.maxfight.com.br

Max Fight 12

Sábado, 17 de março de 2012 (19h – Ao Vivo no Combate a partir das 20h)

Clube Regatas Campinas (Campinas-SP)

Card completo (sujeito a alterações)

Cassiano Tytschyo vs Zezão Trator (Disputa de cinturão até 77kg)

Geronimo Mondragon vs Rodrigo Mamuth (Pesado até 120kg)

Elizeu Capoeira vs Viscardi Andrade (Até 77kg)

Jair Sorriso vs Bira Lima (Pesado até 120kg)

Gilson Capixú vs Fernando Tressino (até 93kg)

Rafael Índio vs Ricardo Galheta (Até 70kg)

Ricardo Nogueira vs Rodrigo Cabeça (Até 70kg)

Sérgio Vieira vs Munil Adriano (Até 66kg)

Diego Spigolon vs Fernando Neto (Até 62kg)

Sheymon Moraes vs Pelé Richards (Até 62kg)

Fábio Souza vs Danilo Gurgel (Até 70kg)

Deputado chama MMA de “rinha humana” e quer barrar transmissão





Foto: AP


LARYSSA BORGES - PORTAL TERRA

A crescente popularidade dos brasileiros Anderson Silva, Junior Cigano e José Aldo, campeões do UFC, pode ser podada por iniciativa do deputado federal José Mentor (PT-SP), em Brasília. Se depender do parlamentar, deveria ser proibida no Brasil qualquer transmissão, em TV aberta ou a cabo, do principal evento mundial de Mixed Martial Arts (MMA).


Pelo projeto de lei apresentado por Mentor, a restrição também valeria para quaisquer lutas não olímpicas consideradas violentas, mas resguardaria manifestações como a capoeira.

O projeto prevê pena de R$ 150 mil para a emissora de TV que desrespeitar a regra e até a perda do direito à concessão pública. Para o deputado, a ideia é coibir a “banalização da violência nos canais da televisão brasileira”, que hoje chegaria ao “cúmulo de transmitir violentas lutas até mesmo em horários comuns às crianças e adolescentes (…) com o fito de saciar a sana de alguns, quase sempre em busca de fama e dinheiro fácil”.

“No Brasil é proibida a rinha de galo. Então porque estamos permitindo a rinha humana, na forma de ‘gladiadores do século XXI’?”, questionou José Mentor ao pedir nesta semana apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para conseguir levar o texto à votação.

Em sentido contrário, o parlamentar de primeira viagem e ex-pugilista Acelino “Popó” Freitas (PRB-BA) tem mobilizado sua atividade como deputado para tentar transformar em lei temas como a própria regulamentação do MMA. Popó, que engrossa a lista de lutadores que se aventuraram por parlamentos ao redor do mundo - Antonio Inoki foi senador no Japão e Mirko Cro Crop ocupou um assento do Senado na Croácia - resume sua proposta em prol de eventos como o UFC.

“o MMA tem sido uma modalidade esportiva em expansão em todo o mundo, e o Brasil já é palco de inúmeros espetáculos de MMA, com milhões de aficionados em todo o País. As televisões, quer seja canais abertos, como canais fechados, tem tido milhões de telespectadores, com a geração de milhares e milhares de empregos, quer seja direto ou indireto.”

Fãs poderão sugerir mudanças nas regras do MMA




Campeões José Aldo, Anderson Silva e Junior Cigano

A Comissão Atlética do Estado de Nevada realizará uma reunião aberta em que os fãs das artes marciais mistas poderão sugerir alterações nas regras unificadas. Não há garantia de que a Comissão adotará qualquer sugestão recebida, mas é uma demonstração de que há abertura para mudanças que visem o desenvolvimento dos esportes sob jurisdição da NSAC.

As sugestões dos fãs serão colocadas em debate até o final deste ano e passarão por votação entre os membros do órgão de regulamentação. A adoção de golpes como pisões e tiros de meta, bem como joelhadas na cabeça, poderão ser enviadas para o e-mail do Diretor Keith Kizer:viakkizer@boxing.nv.gov.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...